Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Climatério e menopausa: conheça quais são suas diferenças

27 Junho 2022

Embora sejam geralmente usados indistintamente, climatério e menopausa não significam a mesma coisa. Eles estão relacionados, mas são diferentes.

O climatério é definido como o período de transição da fase reprodutiva para a não reprodutiva na mulher (pós-menopausa). Esse período dura cerca de 10 a 15 anos e começa bem antes da menopausa; idade em que ocorre a última menstruação espontânea (Ministério da Saúde, s.d.).

Assim, o climatério é uma fase normal caracterizada por mudanças graduais que levam à cessação da menstruação. Esta etapa é dividida em três fases (Besins Healthcare, 2021):

  • Perimenopausa: acontece antes da cessação da menstruação, por isso aparecem alterações no ciclo e outros sintomas.
  • Menopausa: nesta fase ocorre a cessação definitiva da menstruação.
  • Pós-menopausa: esta última fase ocorre após a menopausa e é caracterizada por alterações devido à deficiência hormonal.

Como você pode ver, climatério e menopausa estão ligados, mas não são a mesma coisa. A menopausa é uma fase do climatério na vida da mulher.

Climatério e menopausa: conheça quais são suas diferenças

Diferenças entre climatério e menopausa

Em que idade começam?

A perimenopausa, a primeira fase do climatério, pode aparecer em algum momento após os 40 anos. Nessa idade, os primeiros sinais de progressão para a menopausa começam a ser percebidos.

No entanto, muitas mulheres podem começar a sentir mudanças relacionadas ao climatério já aos 35 anos. Essa fase pode durar aproximadamente 4 a 5 anos (Ministério de Saúde, 2009).

A menopausa, por outro lado, ocorre quando uma mulher não menstrua por um ano. Isso geralmente ocorre naturalmente após os 45 anos. Além disso, ocorre porque os ovários param de produzir estrogênio e progesterona, hormônios femininos por excelência.

A menopausa pode durar de meses a alguns anos: 4, aproximadamente (Ministério de Saúde, 2009).

Por que aparecem?

Ambas, climatério e menopausa, são fases marcadas pela diminuição dos hormônios femininos. À medida que a mulher se aproxima aos 40 anos, ou seja, do climatério, os ovários produzem menos estrogênio e progesterona, hormônios que regulam o período menstrual. A partir deste momento, a fertilidade começa a diminuir.

Por esta razão, a menstruação torna-se irregular. Pode ser mais ou menos intensa, frequente e curta, até que finalmente, em média, aos 51 anos, não são mais produzidos hormônios e a menstruação cessa. É quando você entra na menopausa (Ministério de Saúde, 2009).

Quais são seus sintomas?

Os sinais e sintomas que podem acompanhar ao climatério, e, portanto, à menopausa, incluem (Ministério de Saúde, 2009):

  • Períodos menstruais irregulares.
  • Ondas de calor.
  • Problemas para dormir.
  • Mudanças de humor.
  • Calafrios.
  • Suor noturno.
  • Ganho de peso e metabolismo lento.
  • Queda de cabelo e pele seca.
  • Perda do volume das mamas.
  • Secura vaginal, perda de elasticidade e lubrificação. Isso pode causar desconforto e dor durante a relação sexual.
  • Aumenta o risco de incontinência e infecções urinárias.
  • Mudanças no desejo sexual.
  • Diminuição da densidade óssea, o que pode aumentar o risco de sofrer osteopenia e osteoporose.
  • Alterações nos níveis de colesterol, o que pode aumentar o risco de doença cardíaca.

Muitos dos sinais e sintomas associados aos conceitos de climatério e menopausa podem melhorar com a terapia de reposição hormonal. No entanto, deve-se ter em mente que este tratamento para menopausa só pode ser recomendado e administrado por um especialista, desde que os benefícios superem os possíveis riscos (Ministério de Saúde, 2009).

Por que é importante saber o que é climatério e menopausa?

Conhecer as possíveis mudanças pelas quais seu corpo pode passar pode ajudá-la a identificar sua própria transição. Além disso, conhecendo os sintomas, você pode ficar atenta e distinguir qualquer outro sinal que não seja típico dessa fase e possa indicar outra coisa.

Como se isso não bastasse, aprender sobre climatério e menopausa também pode aumentar o empoderamento sobre seu corpo e ajudar a fazer mudanças em seu estilo de vida que podem beneficiá-lo para lidar com esta fase da melhor maneira.

Referências bibliográficas 

Besins Healthcare. (2021). As 3 fases do climatério: perimenopausa, menopausa e pós-menopausa. 

https://besins-healthcare.com.br/besins/as-3-fases-do-climaterio/ 

Cabar, F. (2021) Perimenopausa. Gineco. 

https://www.gineco.com.br/saude-feminina/materias-2/perimenopausa 

Labtestsonline (2019) Estrógenos 

https://labtestsonline.org.br/tests/estrogenos 

Ministério de Saúde. (2009a). Climatério 

https://bvsms.saude.gov.br/climaterio/ 

Ministério de Saúde. (2009b). Menopausa e climatério 

https://bvsms.saude.gov.br/menopausa-e-climaterio/ 

Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia [SBEMSP] (2019) Menopausa: a importância da atividade física. https://www.sbemsp.org.br/para-o-publico/noticias/619-menopausa-a-importancia-da-atividade-fisica  

Achou esse artigo útil?
Compartilhe com seus amigos:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *