Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

pH vaginal: por que ele se altera na menopausa?

9 Outubro 2023

O pH vaginal é um indicador crucial da saúde vaginal. No entanto, existem alguns fatores que podem alterá-lo e provocar incômodo, inclusive predispor a doenças infecciosas. A menopausa pode ser um dos fatores que pode modificá-lo. Por esta razão, te explicaremos como manter o corpo em equilíbrio durante esta fase da vida.

O que é o pH vaginal?

O pH é uma escala que mede a acidez de uma substância. Varia de 0 a 14: o 0 indica maior acidez; 7, pH neutro; e 14, pH extremamente alcalino. Estes níveis de acidez são fundamentais para realizar funções como a digestão. Além disso, é importante na proteção contra infecções por fungos e bactérias (1).

No caso da vagina, o pH é considerado normal quando está entre 3,8 a 4,5. Isto significa que está ácido. Esta acidez ajuda a proteger contra germens, matando bactérias, parasitas e fungos que podem afetar a saúde (1).

Mudanças do pH vaginal ao longo da vida

Vaginal-pH

O sistema reprodutor feminino passa por mudanças significativas ao longo da vida, provocando variações no pH devido a vários fatores. Alguns destes incluem (2,3):

  • Idade: antes da puberdade, o pH vaginal é um pouco mais básico, sendo maior que 4,5. Durante a idade reprodutiva, pode chegar a 3,5.
  • Após a menopausa, o pH volta a ser mais básico, semelhante aos níveis observados antes da primeira menstruação.
  • Relações sexuais sem proteção: o sêmen é mais alcalino que a vagina, com um pH ao redor de 8,0 (o que é normal para o sistema reprodutor masculino). Isso pode causar mudanças temporais na vagina por até 14 horas após a relação sexual, favorecendo o crescimento de bactérias.
  • Uso de medicamentos: estes podem eliminar bactérias benéficas, dando lugar ao crescimento daquelas que provocam doenças.
  • Limpeza excessiva e uso de duchas vaginais: estas práticas populares, usadas no tratamento do mau odor vaginal, podem eliminar secreções normais e alterar a flora vaginal, interrompendo o equilíbrio do ecossistema vaginal.
  • Ciclo menstrual: o sangue menstrual é ligeiramente alcalino e pode provocar mudanças no pH vaginal.

Importância de manter um pH ácido

A principal bactéria benéfica na vagina é o Lactobacillus. Esta bactéria produz um pH ácido que ajuda a eliminar outras bactérias danosas. Deste jeito, cria um ambiente que protege contra infecções sexualmente transmissíveis (IST), e contra outros micro-organismos que causam vaginite (4).

Por que o pH muda na menopausa?

O aumento no pH vaginal e a diminuição da acidez acontecem, principalmente, com a redução da quantidade de estrogênio no corpo, característica da menopausa. A queda dos níveis deste hormônio causa alterações nas condições internas da vagina. Em consequência, pode provocar atrofia vaginal e afetar a quantidade de lactobacillus (4,5).

Conselhos para manter o equilíbrio do pH vaginal

Existem algumas mudanças em seus hábitos que podem ajudar a melhorar o pH, mesmo com as variações hormonais da menopausa. Entre essas mudanças, podemos citar (2,6):

  • Não lave sua vagina: a vagina consegue se limpar por si mesma, sem necessitar ser lavada. O que precisa ser limpa é a vulva que é a parte externa da vagina. Para limpá-la é recomendado usar um pano com água morna, evitando os sabonetes íntimos e as duchas vaginais;
  • Use roupa íntima de algodão e roupas folgadas;
  • Evite passar muito tempo com roupa íntima ou trajes de banho úmidos;
  • Ao usar o banheiro, sempre se seque começando de frente para trás;
  • Tome probióticos que ajudem a regular sua flora vaginal;
  • Utilize preservativo em todas as suas relações sexuais;
  • Se mantenha hidratada para eliminar toxinas e regular sua flora vaginal;
  • Inclua alho em sua dieta porque ele ajuda a eliminar bactérias;
  • Controle seu estresse;
  • Consuma menos açúcar, refrigerante, pães, pastas refinadas, coisas geladas e doces;
  • Evite fumar e beber álcool;
  • Faça exercícios físicos, regularmente.

Existem evidências de que o uso de estrogênio tópico ou terapia de reposição hormonal podem controlar os níveis de pH (4). No entanto, aconselhamos que sempre consulte o seu médico, por ser ele quem pedirá uma série de exames, entre os quais estarão o ultrassom pélvico e a citologia vaginal. Com os resultados desses exames, ele conseguirá avaliar sua condição física e poderá determinar se estas opções são favoráveis para você.

Não há dúvidas sobre a importância do pH vaginal na proteção ante infecções vaginais. Por isso, se deseja se prevenir contra doenças, lembre-se de seguir os conselhos citados aqui. Você é a dona da sua saúde e o conhecimento te dá a oportunidade de tomar decisões favoráveis ao seu bem-estar.

Referências bibliográficas

1. WebMD. What is vaginal pH balance? [Internet]. 2023 [consultado em 27 de agosto de 2023]. Disponível em: https://www.webmd.com/women/what-is-vaginal-ph-balance

2. Catlett T. Everything You Need to Know About Your Vaginal pH Balance [Internet]. Healthline Media; 2023 [consultado em 27 de agosto de 2023]. Disponível em: https://www.healthline.com/health/womens-health/vaginal-ph-balance

3. Lin YP, Chen WC, Cheng CM, Shen CJ. Vaginal pH Value for Clinical Diagnosis and Treatment of Common Vaginitis. Diagnostics [Internet]. 2021;11(11):1996. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC8618584/

4. Min Gu Park, Cho S, Mi Mi Oh. Menopausal Changes in the Microbiome—A Review Focused on the Genitourinary Microbiome. Diagnostics [Internet]. 2023;13(6):1193–3. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC10047399/

5. Nall R. Vaginal pH balance: Symptoms, remedies, and tests [Internet]. Medicalnewstoday.com. 2023 [consultado em 27 de agosto de 2023]. Disponível em: https://www.medicalnewstoday.com/articles/322537

6. Jones B. Natural Remedies to Restore pH Balance [Internet]. Verywell Health. 2022 [consultado em 27 de agosto de 2023]. Disponível em: https://www.verywellhealth.com/natural-remedies-to-restore-ph-balance-5208998

Achou esse artigo útil?
Compartilhe com seus amigos:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *