Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Sistema reprodutivo feminino, você sabe como ele é composto? 

11 Setembro 2023

Durante a menopausa, você pode pensar que o sistema reprodutivo feminino está lhe causando problemas. Mas é tudo o contrário. Ele pode proporcionar boas emoções e talvez até a possibilidade de se tornar mãe. É por isso que, nessa fase, é fundamental tomar os cuidados certos para garantir seu bem-estar. 

Nesta matéria, contaremos tudo sobre essa parte importante do seu corpo, para que você possa descobrir o que tem dentro de si e o que ele faz por você; dessa forma, você será incentivada a cuidar dele conscientemente. 

O que é o sistema reprodutivo feminino

É um conjunto de órgãos fundamentais que permitem que as mulheres tenham relações sexuais, se reproduzam e menstruem. Algumas mulheres não nascem com todos eles e, nesse caso, sua função e provavelmente sua fertilidade são afetadas (1)

Para entender melhor o sistema reprodutivo feminino, vamos dividi-lo em órgãos internos e externos. 

Órgãos externos 

Esses órgãos do sistema reprodutivo feminino têm a função principal de proteger as partes internas e servir de canal para o esperma entrar na vagina. Vulva é o nome coletivo da genitália externa, embora algumas pessoas ainda a chamem erroneamente de vagina (1)

Esse grupo consiste nas seguintes partes (1)

  • Lábios maiores: envolvem e protegem os outros órgãos reprodutivos. Contêm glândulas secretoras de suor e óleo que, durante a puberdade, ficam cobertas de pelos.  
  • Lábios menores: variam em tamanho e forma e ficam dentro dos grandes lábios. Eles circundam a abertura da vagina e a uretra. 
  • Clitóris: a junção dos lábios menores e pode ser notado como uma protuberância pequena, mas bastante sensível; além disso, é coberto por uma dobra de pele chamada prepúcio, semelhante ao pênis nos homens. 
  • Abertura vaginal: permite a passagem do sangue menstrual e o parto. Qualquer objeto que precise ser inserido na vagina passa por aqui. 
  • Hímen: um pedaço de tecido que cobre a abertura vaginal. Ele está presente desde o nascimento e muda de forma com a primeira relação sexual ou com o parto. 
  • Abertura uretral: a abertura pela qual a urina sai. 

Partes internas 

Aqui incluímos as partes do sistema reprodutivo feminino que não são visíveis, mas que você pode ter percebido se tiver sofrido de dor pélvica. Nessa parte, encontramos (1,2)

  • Vagina: um canal muscular que conecta o colo do útero à parte externa do corpo. É capaz de se alargar para acomodar um bebê e depois voltar ao seu tamanho normal; em algumas condições, como vaginite e vaginismo, pode ser ainda mais estreito. É coberto por muco que o mantém úmido.  
  • Colo do útero: a parte mais baixa do útero. Tem um orifício no meio que permite a passagem do esperma, do sangue menstrual e dos bebês durante o parto. No entanto, no dia a dia, é uma barreira que impede que objetos como tampões entrem no útero ou se percam dentro dele. 
  • Útero: órgão oco, tem formato de pera. A característica principal é sua grande capacidade de expansão ao conter o bebê durante a gravidez. 
  • Ovários: glândulas de formato oval localizadas em ambos lados do útero. Eles produzem óvulos e hormônios. 
  • Trompas de Falópio: uns tubos estreitos que se ligam à parte superior do útero e servem de conexão entre o útero e os ovários. A concepção geralmente ocorre nesse órgão. 

Dicas para cuidar da saúde do sistema reprodutivo feminino 

É sempre essencial consultar um profissional da saúde e fazer seus exames de rotina. Além disso, você pode fazer algumas mudanças em seus hábitos que certamente vão melhorar a saúde do seu sistema reprodutivo feminino. Aqui estão algumas dicas (3,4,5)

  • Faça exercício regularmente. 
  • Tenha uma dieta balanceada. 
  • Mantenha um peso saudável. 
  • Mantenha limpas as partes externas de seu corpo. 
  • Evite usar duchas vaginais. 
  • Sempre use preservativos para evitar doenças sexualmente transmissíveis
  • Faça seu check-up de rotina e exames para detecção precoce de câncer. 
  • Use lubrificante durante a relação sexual se você tiver secura vaginal. 
  • Pergunte ao seu médico se o estrogênio tópico é recomendado para você. 
  • Pesquise sobre a terapia de reposição hormonal e pergunte ao seu médico sobre o uso dela no seu caso específico. 

Não há dúvida sobre a importância do sistema reprodutivo feminino. Certamente, o início da menopausa significa apenas que algumas de suas tarefas serão interrompidas. Mesmo assim, você pode encarar isso com um senso de liberdade e independência que lhe permita se reinventar. Lembre-se de que somente você pode estabelecer limites para si mesma. Tome coragem e comece a cuidar de você, logo vai perceber os resultados!

Referências bibliográficas 

  1. Cleveland Clinic. Female Reproductive System: Structure & Function – [Internet]. 2022 [consultado em 2 de agosto de 2023]. Disponível em: https://my.clevelandclinic.org/health/articles/9118-female-reproductive-system 
  1. Womens Health Female Reproductive System [Internet]. Getiton.org.uk. [consultado em 3 de agosto de 2023]. Disponível em: https://getiton.org.uk/womenshealth/Pages/Female-Reproductive-System.aspx  
  1. NHS Choices. Treatment – Menopause [Internet]. 2022 [consultado em 2 de agosto de 2023]. Disponível em: https://www.nhs.uk/conditions/menopause/treatment/  
  1. MedlinePlus Medical Encyclopedia. Aging changes in the female reproductive system. [Internet]. MedlinePlus. [consultado em 2 de agosto de 2023]. Disponível em: https://medlineplus.gov/ency/article/004016.htm 
  1. IPPF Global. How to ensure a healthy vagina, vulva, cervix, and uterus | [Internet]. 2021 [consultado em 3 de agosto de 2023]. Disponível em: https://www.ippf.org/blogs/how-ensure-healthy-vagina-vulva-cervix-and-uterus  

Achou esse artigo útil?
Compartilhe com seus amigos:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *