Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Depressão crônica: saber como isso afeta durante a menopausa

11 Julho 2022

A depressão crônica é uma forma de depressão contínua e de longo prazo. Causa um constante sentimento negativo, pessimista e uma perda de interesse nas atividades diárias das mulheres durante e logo da menopausa.

Geralmente, as pessoas com depressão crônica podem se sentir sem esperança, improdutivas, com baixa autoestima e com sensação geral de inadequação. Sentimentos que duram anos e prejudicam o seu desempenho (Mayo Clinic, 2021).

É um transtorno de humor que afeta 7 em cada 10 mulheres durante a menopausa. O risco é maior nas mulheres na pós-menopausa pela diminuição da produção de hormônios e os sintomas nesta fase.

Na menopausa, as mulheres são mais propensas a problemas psicológicos, tais como depressão, ansiedade, irritabilidade ou tristeza. (Redacción Médica, 2020; NIMH, 2020).

Conheça abaixo os sintomas da depressão crônica e algumas recomendações para sua prevenção.

Sintomas da depressão crônica

O principal sintoma da depressão é um estado de desânimo ou tristeza a diário por pelo menos dois anos. A intensidade muda com o tempo e está acompanhada por outros sinais. Estes podem causar uma deficiência considerável.

Como falamos antes, na depressão crônica ainda há sentimentos de saudade e de vazio; também se pode experimentar alguns sintomas físicos, como a fadiga e falta de energia.

Podem existir eventos relacionados à diminuição da atividade, eficiência e produtividade; assim como pouco ou muito sono.

Além disso, não querer estar com outras pessoas, procurando o isolamento e prevenção de atividades sociais, além de sentimento de culpa e preocupação com o passado, são alguns outros sinais dessa doença.

Depressão crônica: saber como isso afeta durante a menopausa

Recomendações para prevenir a depressão crônica durante a menopausa

De acordo com a Sociedade Norte-Americana da Menopausa (NAMS), a depressão afeta até 70% das mulheres em transição para a menopausa. Isto pode ocorrer devido a mudanças hormonais, sintomas da menopausa, ou ambos. Portanto, a perda de fertilidade ou mudanças no corpo podem gerar uma depressão crônica, afetando significativamente a sua qualidade de vida.

Algumas recomendações que podem ajudar a evitá-la são (Mayo Clinic, 2021; NIMH, 2021; OASH, 2018):

  • Tente dormir o suficiente e mantenha uma hora regular de dormir e acordar. Os adultos precisam de sete a oito horas de sono a cada noite. A falta de sono está ligada à depressão.
  • Faça pelo menos 30 minutos por dia de atividade física, como caminhada ou ginástica. Isto pode melhorar seu estado de espírito.
  • Coma alimentos saudáveis, limite o álcool e evite a nicotina.
  • Interaja com os outros e fale com a família e amigos sobre como você está se sentindo para que eles possam ajudá-la a passar por momentos difíceis.
  • Tente adiar grandes decisões de vida até que você se sinta melhor.
  • Tome medidas para administrar o estresse, aumentar sua resiliência e elevar sua autoestima. Estabeleça limites para o que você pode assumir. Use técnicas de relaxamento, como ler um livro e descansar um pouco no ar fresco.

Sinais de advertência que devem ser procurados

Se você tiver sentimentos intensos de tristeza, perda de interesse ou prazer nas atividades diárias por pelo menos duas semanas, pode estar sofrendo de depressão crônica.

Estes são sinais de alerta que requerem atenção médica imediata. Por isso, é melhor conversar com seu médico de cuidados primários sobre eles ou procurar ajuda diretamente de um profissional de saúde mental. (NIMH, 2021).

A depressão crônica está associada a sentimentos de tristeza e a um estado de desânimo que está presente na maior parte do tempo.

É uma desordem que afeta muitas mulheres durante a menopausa e altera seu desempenho e qualidade de vida. Por este motivo, quando aparece um sinal de alerta, é melhor procurar ajuda médica para acompanhar o processo.

Referências bibliográficas 

Instituto Nacional de Salud Mental [NIMH]. (2020). La depresión en las mujeres: 5 cosas que usted debe saber. https://www.nimh.nih.gov/health/publications/espanol/la-depresion-en-las-mujeres 

Instituto Nacional de Salud Mental [NIMH]. (2021). Depresión. https://www.nimh.nih.gov/health/publications/espanol/depresion-sp 

Mayo Clinic. (2021). Trastorno depresivo persistente (distimia). https://www.mayoclinic.org/es-es/diseases-conditions/persistent-depressive-disorder/symptoms-causes/syc-20350929 

MedlinePlus. (2020). Trastorno depresivo persistente. https://medlineplus.gov/spanish/ency/article/000918.htm 

Oficina para la Salud de la Mujer [OASH]. (2018, 22 de mayo). Síntomas y alivio de la menopausia. https://espanol.womenshealth.gov/menopause/menopause-symptoms-and-relief 

Pimenta, T. (2017) Estresse: saiba como ele afeta sua saúde física e emocional. 

https://www.vittude.com/blog/estresse-saiba-como-ele-afeta-sua-saude/ 

Redacción Médica. (2020). La depresión afecta a siete de cada 10 mujeres durante la menopausia. https://www.redaccionmedica.com/secciones/psiquiatria/la-depresion-afecta-a-siete-de-cada-10-mujeres-durante-la-menopausia-1909 

Achou esse artigo útil?
Compartilhe com seus amigos:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *