Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Como atingir um orgasmo feminino na menopausa?

2 Maio 2022

Você sabia que no orgasmo feminino estão envolvidas mais de 8.000 terminações nervosas? Ou que esse momento de prazer nas mulheres dura apenas sete segundos e para as mais afortunadas um minuto? (Chávez, 2018)

E o mais importante de tudo, você sabia que é possível ter um orgasmo em qualquer idade? Sim, isso mesmo, nem a idade nem a menopausa podem impedir você de desfrutá-lo.

Hoje, você vai aprender um pouco mais sobre o orgasmo feminino, os fatores que o influenciam ao longo dos anos e, claro, algumas estratégias para atingir o clímax na menopausa. Vamos lá!

O que é o orgasmo feminino?

O dicionário o define como o mais alto grau de satisfação sexual, o momento em que se atinge a plenitude das sensações. Por outro lado, também é definido como um pico sensorial de máximo prazer que cria um estado alterado de consciência acompanhado de contrações involuntárias e rítmicas de toda a musculatura pélvica.

Isso acontece de forma transitória, por apenas alguns segundos e posteriormente produz uma sensação de satisfação e bem-estar.

Resposta sexual nas mulheres

Se acompanharmos a resposta sexual feminina, percebemos que existem 5 etapas (Gutiérrez, 2021):

  • Excitação. É a primeira etapa e costuma durar vários minutos ou, inclusive, horas. Aqui há mudanças corporais que preparam você para o ato sexual. Por exemplo, os músculos ficam tensionados e se inicia a lubrificação vaginal. Tudo isso pode acontecer por carícias ou jogos prévios ao sexo.
  • Meseta. Nesse momento as mudanças que acontecem na fase da excitação se incrementam preparando o corpo para o orgasmo.
  • Orgasmo feminino. Período curto em que existe uma sensação alta de prazer, acompanhado de contrações involuntárias dos músculos localizados ao redor dos genitais. Também poderá notar que a sua respiração e suas palpitações estarão mais aceleradas.
  • Resolução. Nessa etapa o corpo vai voltando à normalidade e é possível experimentar uma sensação de bem-estar.
  • Período platô. É um período de recuperação em que não é possível ter novamente um orgasmo feminino. Em algumas mulheres, esse tempo é muito curto, de apenas alguns minutos. Por isso, há quem experimenta vários orgasmos durante um mesmo encontro sexual.

Que fatores influenciam para atingir o orgasmo feminino?

É importante que as duas primeiras etapas do ciclo, excitação e meseta, aconteçam com normalidade para atingir o orgasmo feminino. Para isso, devem intervir diferentes fatores físicos, como (Gutiérrez, 2021):

  • inchaço dos genitais originado pelo aumento do fluxo sanguíneo na região;
  • ereção do clitóris, também produzido pelo aumento do fluxo sanguíneo;
  • lubrificação vaginal gerada pela secreção das glândulas especializadas.

Essas mudanças físicas devem estar em perfeita harmonia com a mente e as emoções, uma vez que nas mulheres o aspecto mental e emocional tem um papel fundamental. Alguns fatores que influenciam são (Gutiérrez, 2021):

  • libido ou desejo de ter relações sexuais;
  • estimulação: muitas mulheres que não desejam ter sexo podem mudar de opinião com uma estimulação adequada; ou seja, após alguns beijos e carícias;
  • gratificação: para as mulheres é muito importante a intimidade emocional, o afeto, a autoestima e satisfazer o seu parceiro. Por isso, às vezes se sentem satisfeitas com o sexo mesmo sem ter um orgasmo.

Isso nos explica que a relação sexual nas mulheres é uma combinação de sensações de prazer, pensamentos e emoções, e que cada um desses estímulos a ajuda a se excitar. Em poucas palavras, as mulheres experimentam orgasmos quando existe uma conexão física, emocional e mental (Gutiérrez, 2021).

TÍTULO H1 (primera opción): Como atingir um orgasmo feminino na menopausa?

Mudanças próprias da menopausa que podem dificultar o orgasmo feminino

A escola de medicina de Harvard (2021) também menciona que a satisfação sexual das mulheres durante a menopausa depende tanto de fatores físicos quanto mentais. As principais mudanças que podem dificultar um orgasmo feminino são:

Nível mental e emocional

Como foi mencionado, esse aspecto influi na motivação sexual das mulheres e sua probabilidade de ter um encontro sexual. Durante a menopausa costuma haver (Harvard Medical School, 2021):

  • diminuição da libido e o desejo sexual, que pode se incrementar pelo uso de alguns medicamentos ou suplementos;
  • menor intimidade emocional com o parceiro;
  • insegurança ou baixa autoestima devido às mudanças do corpo.

Nível físico

Durante esse período acontece uma diminuição marcada dos níveis de estrogénios. Isso produz mudanças na mucosa dos genitais que se afina e provoca uma redução na secreção glandular. Por isso, as mulheres costumam ter (Torres & Torres, 2018; Harvard Medical School, 2021):

  • secura vaginal que não melhora muito apesar da excitação;
  • dor ou sensibilidade ao toque;
  • alguns problemas leves de incontinência urinária;
  • diminuição da sensibilidade do clitóris que pode dificultar a estimulação.

Dicas para atingir o orgasmo na menopausa

Apesar de todas essas mudanças naturais da idade, qualquer mulher pode experimentar um orgasmo feminino. Porém, é possível que tenha que se esforçar mais um pouco para atingi-lo do que quando era mais nova. Alguns conselhos para atingir o orgasmo são (Raypole, 2021; Harvard Medical School, 2021; Ramos, 2021; Medline Plus, 2021; Martin et al., 2012):

Nível físico

  • Tenha sempre à mão um lubrificante vaginal a base d’agua para aliviar a secura vaginal e os incômodos que possam surgir na hora da penetração ou da manipulação da área genital.
  • Experimente coisas novas que gerem sensações diferentes, como os brinquedos sexuais.
  • Tire um tempo a sós para redescobrir suas zonas erógenas e a melhor maneira de estimulá-las.
  • De um tempo maior às carícias e beijos prévios à penetração para aumentar a excitação.
  • Pratique exercícios de Kegel que ajudarão a fortalecer a região pélvica. São muito bons para evitar as perdas de urina e inclusive para intensificar as sensações e facilitar o orgasmo.
  • Tente estimular o clitóris de forma direta, com a mão, sexo oral ou algum brinquedo.
  • Teste novas posições até encontrar aquela mais confortável.
  • Experimente alimentos como maca peruana e raiz de ginseng, já que podem ajudar a aumentar a libido.

Nível emocional

  • Tenha uma comunicação sincera com seu parceiro, a intimidade emocional é importante para ter uma conexão física prazerosa.
  • Planeje um tempo especial apenas para o sexo, para não ter a mente ocupada com outras tarefas.
  • Para despertar a libido, compartilhe suas fantasias com seu par ou realize atividades diferentes como jogos e massagens.
  • Tente reviver aqueles momentos eróticos que já viveu com seu parceiro no passado.
  • Também vale a pena visitar um terapeuta que possa ajudar a equilibrar as mudanças de humor.
  • A melatonina, a valeriana (planta medicinal) e o ginseng podem contribuir melhorando o sono e a ansiedade.

E o mais importante: desfrute ao máximo cada momento a dois! Lembre-se que o sexo não tem como meta o orgasmo feminino, o objetivo é ter um bom momento e obter prazer. Portanto, tome as coisas com calma, se conheça, experimente novas sensações e viva uma vida sexual plena ainda com a menopausa.

Não há dúvidas de que a menopausa traz muitas mudanças corporais e mentais, capazes e diminuir a probabilidade de atingir um orgasmo feminino. Mas, na verdade, não se torna algo impossível. Com algumas dicas simples e muita paciência você pode retomar pouco a pouco uma vida sexual plena e prazerosa.

 

Referências

Dicio. (s.d.). Orgasmo. Disponível em: https://www.dicio.com.br/orgasmo/

Chávez, M. (2018, 29 de novembro). Definición, tipos y fisiología del orgasmo femenino. Elsevier. Disponível em: https://www.elsevier.com/es-es/connect/medicina/tipos-y-fisiologia-del-orgasmo-femenino

Harvard Medical School. (2021, 30 de setembro). Yes, you can have better sex in midlife and in the years beyond. Disponível em: https://www.health.harvard.edu/womens-health/yes-you-can-have-better-sex-in-midlife-and-in-the-years-beyond

Gutiérrez, B. (2021). La respuesta sexual humana. AMF-SEMFYC. Disponível em: https://amf-semfyc.com/web/article_ver.php?id=158

Martin K., Pinkerton J., Santen R. (fevereiro 2012). Medicina complementaria y alternativa (CAM). Hormone.org. Disponível em: https://www.hormone.org/pacientes-y-cuidadores/medicina-complementaria-y-alternativa-para-sintomas-de-la-menopausia

MedLine Plus (14 de abril del 2021). Manejo de la menopausia en casa. Disponível em: https://medlineplus.gov/spanish/ency/patientinstructions/000392.htm

Ramos N. (15 de novembro del 2021). 5 plantas medicinales que te ayudan a aumentar el deseo sexual. Mejorconsalud.as. Disponível em: https://mejorconsalud.as.com/5-plantas-medicinales-te-ayudan-aumentar-deseo-sexual/

Raypole, C. (2021, 14 de maio). Yes, you can have an orgasm after menopause- here´s how. Healthline. Disponível em: https://www.healthline.com/health/menopause/can-a-woman-have-an-orgasm-after-menopause

Torres, A. & Torres, R. (2018, abril). Climaterio y menopausia. Revista de la Facultad de Medicina (México)61(2), 51-58. Disponível em: http://www.scielo.org.mx/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0026-17422018000200051&lng=es&tlng=es

Achou esse artigo útil?
Compartilhe com seus amigos:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *