Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Cistos nos ovários: sintomas, fatores de risco e diagnóstico 

24 Junho 2024

Os cistos nos ovários são como pequenas bolsas com líquido. Eles aparecem dentro desses órgãos do sistema reprodutivo feminino ou em sua superfície (1,2). Seu tamanho pode variar bastante. Algumas mulheres têm muitos cistos e muito pequenos, enquanto outras têm apenas um, mas de grande magnitude (3)

A maioria deles é benigno e há até casos em que desaparecem por conta própria após algum tempo. No entanto, eles precisam ser monitorados para evitar complicações (1)

Por que eles aparecem? 

Os cistos nos ovários podem aparecer por vários motivos. As causas mais comuns são as seguintes: 

  • Durante o ciclo menstrual, pode ocorrer a formação de um cisto ovariano funcional. Ele é temporário e não maligno (1)
  • Nos casos de endometriose, o tecido que deveria estar dentro do útero cresce nos ovários. Isso forma um cisto (1)
  • A síndrome do ovário policístico (SOP) é uma condição na qual a mulher produz mais hormônios masculinos do que o normal. Isso pode levar ao crescimento de cistos ovarianos (3)
  • Durante a gravidez, aparecem de forma relativamente normal (4)

Sinais e sintomas de cistos no ovários 

Cistos-nos-ovários

É improvável que um cisto ovariano cause qualquer sinal. Entretanto, eles podem causar sintomas de gravidade variável em algumas mulheres. A seguir estão os mais comuns (1,3)

  • Dor pélvica constante ou intermitente; 
  • Desconforto e dor durante a relação sexual; 
  • Distensão no abdômen com uma sensação de inchaço; 
  • Alterações no ciclo menstrual com períodos mais abundantes ou irregulares, também com menstruação mais dolorosa; 
  • Náuseas e vômitos, caso o cisto se rompa ou se retorça sobre si mesmo. 

Os transtornos de humor podem ocorrer na SOP, mas não são registrados como sintomas de cistos nos ovários devido a outras causas (5)

Quem corre mais risco de desenvolver cistos nos ovários?  

O desenvolvimento desses cistos ocorre principalmente em mulheres durante seus anos reprodutivos, isso ocorre, geralmente, entre as idades de 20 e 40 anos, devido às alterações hormonais do ciclo menstrual (6)

Se uma mulher tiver histórico familiar de cistos nos ovários, é mais provável que ela desenvolva cistos em algum momento. Além disso, se ela já os teve, o risco de desenvolvê-los novamente aumenta (7)

Por outro lado, as mulheres que usam terapias para infertilidade ou terapia de reposição hormonal para aliviar os sintomas da menopausa, estão mais expostas a esse risco. O mesmo se aplica àquelas com concentrações mais altas de hormônios masculinos, como na SOP (8)

Como eles são diagnosticados e tratados? 

Durante um exame de rotina, o médico pode sentir a presença de cistos nos ovários. No entanto, o ultrassom pélvico é o exame padrão de rigor para confirmar o diagnóstico na maioria dos casos (1)

Se o médico tiver dúvidas sobre o relatório do ultrassom, uma tomografia computadorizada ou uma ressonância magnética pode ser usada para obter mais informações. O objetivo é obter imagens detalhadas dos cistos, seu número, localização e tamanho (8)

Por fim, se os exames de imagem forem inconclusivos, a laparoscopia será escolhida. Especialmente se houver suspeita de uma complicação em andamento, como torção (1)

Às vezes, podem ser feitos exames de sangue para medir os hormônios. Por exemplo, os níveis de estrogênio, progesterona e hormônio folículo estimulante (FSH) (2,3)

O tratamento para cisto no ovário varia de observação, medicação e cirurgia. É importante discutir as opções com seu médico para determinar a abordagem mais adequada (1,2)

Os cistos nos ovários podem ser evitados? 

Não há medidas específicas que possam garantir a prevenção de cistos ovarianos. Muitos se desenvolvem como parte do ciclo menstrual normal (3)

No entanto, há ações que podem ajudar a reduzir o risco, por exemplo: 

  • Fazer check-ups ginecológicos anuais e exames pélvicos de rotina. Isso pode ajudar a detectar o problema antes que ele se torne mais complicado (1)
  • Usar contraceptivos orais. Se prescrito pelo médico, é uma maneira de regular os ciclos e evitar cistos funcionais (3)
  • Gerenciar as condições subjacentes. O diagnóstico da síndrome dos ovários policísticos exige o cumprimento rigoroso das recomendações médicas (6)
  • Ter um estilo de vida saudável. A manutenção de um peso adequado e a prática regular de exercícios são fundamentais, pois ambos contribuem para o equilíbrio hormonal (9)
  • Não fumar. O tabaco aumenta o risco de desenvolver cistos ovarianos (8)

Agora que você sabe mais sobre os cistos ovarianos, se você acha que corre o risco de desenvolvê-los, é importante conversar com seu médico. Fazer uma avaliação médica precoce pode lhe dar tranquilidade e garantir que você receba o tratamento correto. 

Referências Bibliográficas 

1. NHS. Cisto ovariano. Overview (Visão geral). [Internet]. Reino Unido: Sistema Nacional de Saúde; 2023 [citado 2024 abr 3]. Disponível em: https://www.nhs.uk/conditions/ovarian-cyst/ 

2. NHS Inform. Ovarian cyst. [Internet]. Reino Unido: Sistema Nacional de Saúde; 2023 [citado 2024 abr 3]. Disponível em: https://www.nhsinform.scot/healthy-living/womens-health/middle-years-around-25-to-50-years/periods-and-menstrual-health/ovarian-cyst/ 

3. OASH. Ovarian cyst. [Internet]. EUA: Escritório de Saúde da Mulher; 2021 [citado em 3 de abril de 2024]. Disponível em: https://www.womenshealth.gov/a-z-topics/ovarian-cysts 

4. Senarath S, Ades A, Nanayakkara P. Ovarian cysts in pregnancy: a narrative review (Cistos ovarianos na gravidez: uma revisão narrativa). J Obstet Gynaecol [Internet]. 2021 [citado em 3 de abril de 2024];41(2):169-75. Available from: http://dx.doi.org/10.1080/01443615.2020.1734781 

5. Dybciak P, Humeniuk E, Raczkiewicz D, Krakowiak J, Wdowiak A, Bojar I. Anxiety and depression in women with polycystic ovary syndrome (Ansiedade e depressão em mulheres com síndrome dos ovários policísticos). Medicine (Kaunas) [Internet]. 2022 [citado 2024 abr 3];58(7):942. Disponível em: https://www.mdpi.com/1648-9144/58/7/942 

6. Muto MG. Educação do paciente: Cistos ovarianos (Além do básico). [Internet]. UpToDate 2023 [citado 2024 abr 3]. Disponível em: https://www.uptodate.com/contents/ovarian-cysts-beyond-the-basics 

7. Nautiyal H, Imam SS, Alshehri S, Ghoneim MM, Afzal M, Alzarea SI, Güven E, Al-Abbasi A, Kazmi I. Polycystic ovarian syndrome: a complex disease with a genetics approach (Síndrome do ovário policístico: uma doença complexa com uma abordagem genética). Biomedicines [Internet]. 2022 [citado 2024 abr 3];10(3):540. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/35327342/ 

8. Mobeen S. Ovarian Cyst. [Internet]. EUA: StatPearls Publishing; 2023. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK560541/ 

9. Saraswati P. The risk factors of menstruation cycle and lifestyle to the prevalence of the ovary cyst in general hospital district in konawe. [Internet]. IJHSRD; 2019 [citado 2024 abr 3];1(1):1-8. Disponível em: https://www.ijhsrd.com/index.php/ijhsrd/article/view/1 

Achou esse artigo útil?
Compartilhe com seus amigos:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *