Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Constipação crônica: como combatê-la com um estilo de vida saudável

19 Setembro 2022

Você tem tido dificuldade constante em ir ao banheiro? Sente-se frequentemente enjoada, mas não consegue evacuar? Então pode ser que esteja com constipação crônica. Neste artigo, falaremos do que é a constipação, quais são as suas complicações, como se comporta durante a menopausa e como a aliviar. 

O que é a constipação crônica? 

É uma condição comum que pode afetar pessoas de todas as idades. É a dificuldade em evacuar, seja porque os movimentos intestinais são difíceis de passar ou muito infrequentes. O termo “crônica”, por outro lado, refere-se ao fato de ser gradual e persistir durante meses ou anos (Gotfried, 2022). 

Fatores de risco 

A constipação é raramente causada por uma condição médica; se assim for, está associada à colite ou síndrome do intestino irritável, mas há vários fatores de risco envolvidos na sua ocorrência, por exemplo (Gotfried, 2022; NHS, 2020): 

  • Baixo consumo de água. 
  • Estilos de vida sedentários. 
  • Ignorar frequentemente a necessidade de ir ao banheiro.  
  • Mudanças súbitas na dieta ou na rotina diária. 
  • Baixa ingestão de fibras de fruta, vegetais e cereais. 
  • Estresse, ansiedade ou depressão.  
  • Tomar medicação que abrande os movimentos intestinais.  
  • Gravidez.  
  • Menopausa.

Constipação crônica: sinais e sintomas 

Alguns dos sinais e sintomas que lhe permitem reconhecer a constipação são (NHS, 2020): 

  • Número reduzido de evacuações – menos de 3 vezes por semana nas últimas 3 semanas. 
  • As fezes têm um aspecto grande, seco, duro e grumoso. 
  • É preciso fazer muito esforço e pressão para evacuar. 
  • Sente dor quando vai ao sanitário. 
  • Após evacuar, há uma sensação persistente de esvaziamento incompleto dos intestinos. 
  • Ter dor de estômago e inchaço. 

Lembre-se que nem todas as pessoas evacuam diariamente, e isto é normal. O intervalo normal é de 1 a 3 evacuações por dia até 3 evacuações por semana. No entanto, se houver uma mudança e tiver agora menos evacuações do que o habitual, isto se chama constipação (Gotfried, 2022). 

Menopausa e agravamento da Constipação crônica 

A menopausa caracteriza-se por uma queda nos níveis de estrogênio (um hormônio produzido pelos ovários). Estes hormônios estão envolvidos em muitas das funções do sistema gastrointestinal, incluindo a motilidade intestinal. Portanto, durante a perimenopausa, menopausa e pós-menopausa, observa-se um movimento intestinal mais lento. Isto contribui para o aparecimento e/ou agravamento da constipação (Yang et al., 2021; Chen et al.,2019). 

Além disso, com a idade, é provável que se manifestem outras condições que exijam medicação, o que pode agravar a constipação. Também é provável que, se você é mais sedentária, isto também agrave o problema. As mudanças psicológicas vividas pelas mulheres na menopausa (ansiedade ou depressão) também contribuem para a constipação (Gotfried, 2022; Jiang et al., 2019). 

Constipação crônica: como combatê-la com um estilo de vida saudável

Complicações 

Esta doença pode causar algumas complicações tais como (Gotfried, 2022): 

Sinais de advertência 

Consulte o seu médico se, em conjunto com os sinais e sintomas da constipação crônica, tiver (NHS, 2020):  

  • Sangue nas fezes.  
  • Se há muito tempo que não se consegue ter sequer uma evacuação. 
  • Sentir-se cansado com regularidade. 
  • Se houver uma perda de peso inexplicável.

Constipação crônica: recomendações para a aliviar 

A constipação crônica pode ser geralmente tratada em casa, com a implementação de hábitos saudáveis (NHS, 2020): 

  • Beber bastante água durante todo o dia, em torno de 2,7 litros por dia (MedLine Plus, 2019). 
  • Evitar o consumo de álcool.  
  • Se mexer um pouco mais diariamente, 30 minutos de exercício físico 5 dias por semana é o ideal.  
  • Consumir 25 – 38 gramas de fibra por dia. Uma maneira de o conseguir é aumentar a sua ingestão diária de frutas e vegetais, comer um pouco de farelo de trigo, aveia ou linhaça por dia (Mayo Clinic, 2021). 
  • Estabelecer um horário de evacuação e ir diariamente à mesma hora ao banheiro.  
  • Se sentir a vontade de evacuar, não demore em ir ao banheiro. 
  • Pode descansar os pés sobre um banco baixo para facilitar a evacuação. 
  • Consulte o seu médico sobre a utilização de um amaciante de fezes. Evitar o uso indiscriminado de laxantes. 

A constipação crônica é uma condição comum que pode agravar-se durante a menopausa devido às alterações hormonais que acompanham esta fase. Felizmente, normalmente existe uma melhora ao adotar-se um estilo de vida saudável. Coloque em prática estas recomendações para manter a constipação longe e melhorar a sua qualidade de vida. 

Bibliografía  

Chen C, Gong X, Yang X, Shang X, Du Q, Liao Q, Xie R, Chen Y & Xu J. (2019). The roles of estrogen and estrogen receptors in gastrointestinal disease. Oncology Letters, 18(6), 5673-680. https://doi.org/10.3892%2Fol.2019.10983  

Gotfried, J. (2022). Constipação em adultos. MSDmanuals. https://www.msdmanuals.com/pt/casa/dist%c3%barbios-digestivos/sintomas-de-dist%c3%barbios-digestivos/constipa%c3%a7%c3%a3o-em-adultos  

Jiang Y., Greenwood B., Johnson A., & Travagli A. (2019). Role of estrogen and stress on the brain-gut axis. Gastrointestinal and liver physiology, 317(2), G203-G209. https://doi.org/10.1152/ajpgi.00144.2019  

Medline Plus. (2019). Agua en la dieta. https://medlineplus.gov/spanish/ency/article/002471.htm 

NHS (2020). Constipation. https://www.nhs.uk/conditions/constipation/  

Yang P., Heitkemper M. & Camp K. (2021). Irritable bowel syndrome in midlife women: a narrative review. Women’s Midlife Health, 7 (4). https://doi.org/10.1186/s40695-021-00064-5  

Achou esse artigo útil?
Compartilhe com seus amigos:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *