Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Densidade óssea: por que diminui durante a menopausa?

18 Julho 2022

O ciclo de vida do ser humano é marcado por uma série de etapas nas quais ocorrem muitas mudanças. A menopausa é uma daquelas fases da mulher que se caracteriza pelo fato de não haver mais menstruações. Entre outras coisas, também é gerada uma perda na densidade óssea; isto ocorre quando os ossos se tornam mais fracos.

O que é a densidade óssea?

Basicamente, é a quantidade de minerais, como cálcio e fósforo, que estão presentes nos ossos. Esses minerais endurecem e densificam os ossos. Além disso, eles estão continuamente produzindo novo tecido ósseo para que os ossos se adaptem às mudanças nas demandas do ambiente, como crescimento em largura e espessura (Bolster, 2021).

Durante a menopausa, e mesmo na menopausa precoce, há uma grande perda de massa óssea. Consequentemente, nesta fase há um risco aumentado de osteoporose e fraturas.

Agora, deve-se notar que a perda da densidade óssea é comum em todas as pessoas após os 35 anos. Mas nas mulheres, ela ocorre mais rapidamente após os 50 anos. Por esta razão, as mulheres são quatro vezes mais propensas a desenvolver osteoporose (Cleveland Clinic, s.d.).

Por que há perda de densidade óssea durante a menopausa?

Após a menopausa, os ovários param de produzir estrogênio e progesterona em grandes quantidades, de modo que os níveis desses hormônios diminuem substancialmente. Desta forma, alguns dos minerais essenciais para a produção de tecidos não são obtidos. Algumas das principais causas de perda óssea na menopausa são:

  • Baixas quantidades de estrogênio e progesterona.
  • Uma dieta pobre em cálcio e vitamina D (Bolster, 2021; OASH, 2018).

Densidade óssea: por que diminui durante a menopausa?

Como tratar a perda de densidade óssea na menopausa?

Aumente o consumo de cálcio e vitamina D em sua dieta

Comer alimentos com cálcio e vitamina D, especialmente na menopausa, pode ajudar a construir e manter seus ossos fortes. Os melhores alimentos ricos em cálcio e vitamina D são os seguintes:

  • Produtos lácteos, como leite e queijo.
  • Frutos do mar, como salmão e sardinha.
  • Vegetais de folhas verdes como brócolis e espinafre (Cleveland Clinic, s.d.).

Faça mais exercício

Manter-se ativo e aumentar seu nível de exercício pode ajudar a fortalecer seus ossos e músculos. Isso ajudará a diminuir a taxa de perda de densidade óssea.

Aqueles exercícios em que você usa seu próprio peso, feitos três ou quatro vezes por semana, são os melhores para reduzir o risco de osteoporose e outras dificuldades ligadas à perda óssea (Cleveland Clinic, sf).

Limitar o consumo de álcool e tabaco

O uso regular e excessivo de álcool e tabaco pode aumentar o risco de osteoporose e fraturas. Fumar enfraquece os ossos, enquanto o álcool, além de danificá-los, afeta seu equilíbrio e pode causar quedas que geram fraturas ósseas (Mayo Clinic, 2021; OASH, 2019).

Passe mais tempo ao ar livre

Ficar pelo menos 20 minutos ao ar livre todos os dias pode ajudar a manter a massa óssea. Se expor ao sol faz com que o seu corpo a gere vitamina D suficiente, necessária para absorver o cálcio (Cleveland Clinic, sf).

Converse com seu médico sobre tomar medicamentos

Uma alternativa para reduzir a perda de densidade óssea na menopausa é tomar suplementos. A principal função desses medicamentos é evitar que você sofra complicações relacionadas à perda óssea.

No entanto, antes de tomá-los, você deve perguntar ao seu médico se este tratamento ou outro, como a terapia de reposição hormonal, é conveniente para você, pois existe a possibilidade de efeitos colaterais (Centro Eisenberg na Oregon Health & Science University, 2009).

A perda de tecido ósseo é normal. É um processo natural da idade avançada e da menopausa. No entanto, isso não significa que você terá osteoporose. Levar um estilo de vida adequado, assim como seguir as recomendações acima, trará benefícios à sua saúde nesta fase da vida.

Referências bibliográficas 

Bolster, M. (2021). Osteoporosis. Manual MSDS. 

https://www.msdmanuals.com/es-co/hogar/disorders-of-the-bones,-articulations-and-m%C3%BAsculos/osteoporosis/osteoporosis  

Bruce, C. (2016) 5 Melhores Exercícios para fazer na Menopausa 

https://www.tuasaude.com/exercicios-na-menopausa/ 

Cleveland Clinic. (n.d.). La menopausia y la osteoporosis. 

http://www.clevelandclinic.org/health/shic/html/s10091.asp  

Eisenberg Center da Oregon Health & Science University. (2009). Tratamentos de osteoporose que ajudam a prevenir ossos quebrados. Guia para mulheres após a menopausa. Agência de Pesquisa e Qualidade em Saúde. 

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK47466/?report=reader  

Mayo Clinic. (2021). Osteoporosis. 

https://www.mayoclinic.org/es-es/diseases-conditions/osteoporosis/symptoms-causes/s yc-20351968  

Moura, A. (2019). Qual a relação da vitamina D com o cálcio na saúde dos ossos? https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/doencas-dos-ossos/relacao-vitamina-d-calcio-saude-ossos 

OASH. (2019). Osteoporosis. Secretaria de Saúde da Mulher. Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA 

https://espanol.womenshealth.gov/az-topics/osteoporosis  

OASH. (2018). Menopausa e sua saúde. Secretaria de Saúde da Mulher. Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA 

https://espanol.womenshealth.gov/menopause/menopause-and-your-health  

Patel, D. (2021). Menopause. American Academy of Family Physicians. 

https://familydoctor.org/condition/menopause/ 

Achou esse artigo útil?
Compartilhe com seus amigos:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *