Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Fogachos: o que você precisa saber e como tratá-los na menopausa

13 Junho 2022

Fogachos, calores ou ondas quentes são algumas das palavras usadas para descrever este sintoma característico da menopausa. Estes manifestam-se como uma sensação repentina de calor e ansiedade; provocam o aumento do fluxo de sangue no rosto, pescoço e peito, resultando em suor e rubor (Callejo, 2019; NIA, 2017).

Estes calores são desconfortáveis e podem durar muitos anos. De fato, a Associação Espanhola para o Estudo da Menopausa afirma que, em 20 % das mulheres, os fogachos persistem durante mais de cinco anos (Callejas, 2019).

Por que ocorrem os fogachos?

Os fogachos ocorrem porque há uma alteração nos níveis hormonais antes, durante e depois da menopausa. Quando os níveis de estrogênio descem, o hipotálamo (o termóstato do corpo) torna-se mais sensível a ligeiras alterações na temperatura corporal. Assim, quando o hipotálamo sente que o seu corpo está muito quente, produz fogachos como forma de resfriar (Mayo Clinic, 2021).

Quais são os sinais e sintomas dos fogachos?

Os sinais e sintomas mais comuns, que podem ocorrer a qualquer hora do dia ou da noite, são (Mayo Clinic, 2021):

  • Súbita sensação de calor que se espalha pelo peito, pescoço e rosto.
  • Pele vermelha, manchada.
  • Aceleração do ritmo cardíaco.
  • Transpiração, especialmente na parte superior do corpo.
  • Sensação de tremor, arrepios, uma vez que o fogacho começa a diminuir.
  • Ansiedade, cansaço e fadiga.

Fogachos: o que precisa saber e como tratá-los na menopausa

Como são tratados os fogachos?

O tratamento mais eficaz para aliviar os seus sintomas é tomar estrogênio, mas implica alguns riscos. O seu médico deve determinar se o estrogênio é adequado e se pode começar a tomá-lo antes do seu 60º aniversário (Mayo Clinic, 2021).

Outros medicamentos, tais como antidepressivos e anticonvulsivos podem também ajudar a controlar os fogachos. Contudo, estes tendem a ser menos eficazes do que os hormônios (Mayo Clinic, 2021).

Acima de tudo, você deve sempre consultar o seu médico para conhecer os prós e os contras dos diferentes tratamentos. Os fogachos são completamente normais na menopausa. Se eles não te impedirem de viver uma vida normal, você provavelmente não precisa de nenhum tratamento (Mayo Clinic, 2021).

O importante é saber que os calores irão diminuir gradualmente na maioria dos casos, mesmo sem tratamento (Mayo Clinic, 2021).

No entanto, antes de considerar o tratamento, você deve tentar fazer algumas mudanças no seu estilo de vida. Os médicos recomendam manter os quartos bem ventilados, evitando mudanças bruscas de temperatura ou vestir-se em várias camadas (Callejo, 2019).

Fazer exercícios físicos, comer de forma saudável, evitar o álcool, a cafeína, os alimentos muito quentes ou picantes, não fumar, são outras recomendações que ajudam no seu controle (Callejo, 2019). Além disso, os especialistas sugerem fazer estas alterações pelo menos 3 meses antes de iniciar qualquer tipo de tratamento (NIA, 2017).

Para muitas mulheres, a prática de técnicas de respiração e relaxamento, como o yoga, pode ajudar a aliviar a sua frequência e intensidade.

A menopausa é apenas mais uma etapa da vida e os fogachos fazem parte dela. É preciso abraçá-la e compreendê-la para superá-la da melhor maneira possível. Neste blog, ajudaremos você a conhecê-la e a responder outras questões, tais como: o que é a menopausa? E, quanto tempo dura a menopausa?

Referências Bibliográficas 

Callejo, A. (2019). Origen de los sofocos en la menopausia y cómo aliviarlos. Cuidate Plus. https://cuidateplus.marca.com/sexualidad/femenina/2019/07/19/origen-sofocos-menopausia-como-aliviarlos-170695.html  

Mayo Clinic. (2021). Hot flashes. https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/hot-flashes/symptoms-causes/syc-20352790   

NIA. (2017). Hot Flashes: What Can I Do? https://www.nia.nih.gov/health/hot-flashes-what-can-i-do  

Achou esse artigo útil?
Compartilhe com seus amigos:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *